segunda-feira, 25 de julho de 2011

@ Noé defende a democratização do acesso à internet pelo celular





   


Os aparelhos de telefone móvel se tornaram um dos principais motores da inclusão digital no Brasil. Apesar da crescente queda no preço de computadores, o alcance dos aparelhos celulares é ilimitado, já que a maioria dos aparelhos permitem acesso à internet. Atento a essa tendência, o deputado federal Luiz Nóe (PSB-RS) quer impulsionar o setor.
Para isso, o parlamentar apresentou emenda à Medida Provisória 534/2011, que diminui o preço dos tablets (computadores portáteis sem teclado), para reduzir também o valor dos aparelhos de telefones celulares com acesso à internet. Na proposta, a redução do preço dos aparelhos é feita a partir da desoneração do PIS/Cofins.
 
Para Noé, diminuir o custo desses aparelhos vai facilitar o acesso ao conhecimento, inovação e tecnologia das comunidades com menor poder aquisitivo. Pesquisa realizada em 2007 mostra que o número de alunos, usuários da internet, de escolas particulares é aproximadamente 50% maior do que os de escolas públicas. “Podemos mudar essa realidade. O conhecimento adquirido por esses jovens deve ser útil para melhorar o quadro social do País”.
 
O parlamentar lembra que o celular é hoje o bem de consumo que mais tem inserção no dia a dia da sociedade. Segundo ele, a maioria da população tem o aparelho, mas não tem a mesma facilidade de ter um computador em casa. É o caso da empregada doméstica Roselma Sodré que quando quer acessar a internet recorre à casa de uma tia. “O mais importante para mim é ter um celular para me comunicar, o computador será a última opção.”
Mesmo para as pessoas que tem computador em casa, o custo dos pacotes de banda larga pode ser um empecilho no uso da internet. A diarista Maria José Santos reclama que paga R$ 85 por mês, mas o sinal é sem qualidade. “O preço está muito alto para mim, mas preciso esperar um ano para me desfazer do pacote”.
Para ampliar o número de clientes, as operadoras de celular estão barateando o custo do pacote de dados. Planos para aparelhos pré-pagos chegam a custar apenas R$ 0,50 por cada dia de uso. “Se o preço do celular com internet diminuir, vou correndo comprar o meu para ter acesso mais rápido e com menor custo”, finaliza Maria José.

=================================
FONTE: http://www.psbnacamara.org.br