terça-feira, 24 de maio de 2011

Reciclagem Traz Beneficios e Novidades para a População




A reciclagem de materiais como o óleo e o isopor vêm se tornando um hábito para a população brasileira, pois a maior parte do lixo é reaproveitável. "Cerca de 90% do lixo descartado dá para ser utilizado", afirma a professora de biologia Fátima dos Santos.

A reciclagem do óleo usado se tornou um exemplo de como o reaproveitamento de matéria-prima pode ser benéfico. "Algumas pessoas entregam o material a locais de reciclagem e recebem de volta o sabão produzido por ele", conta. Quando é jogado diretamente no ralo da pia ou no vaso sanitário, o óleo danifica os encanamentos e traz conseqüências desagradáveis como entupimento de canos e refluxo de esgoto. "Cada litro de óleo de cozinha pode contaminar 20 mil litros de água", diz a professora. E o estrago não pára por aí. Quando o esgoto não é tratado, o produto é despejado em rios e mares e prejudica a sobrevivência dos peixes.

O isopor da bandejinha de carne vendida em supermercados e o protetor de eletrodomésticos podem não parecer, mas são bastante nocivos ao ambiente. "O isopor é um tipo de plástico que leva aproximadamente 150 anos para se decompor", explica ela. Composto por 98% de ar e 2% de plástico, apenas 10% do material coletado é utilizado depois de derretido. "É preciso uma grande quantidade de isopor para que a reciclagem se torne economicamente viável", diz Fátima. Se o produto for reciclado ele se torna bastante útil, pois se misturado ao cimento, ele oferece vantagens em relação à cerâmica e ao concreto comum.

Poucas pessoas sabem, mas as chapas de raio-x também são reaproveitáveis. A aluna do segundo ano de biologia, Karen Marcelino, disse que não conhecia esse tipo de reciclagem. "Antes de entrar no curso de biologia não tinha nem idéia do reaproveitamento das chapas de raio-x", conta ela.

A estudante explica que as chapas são revendidas e muitas vezes recicladas por empresas responsáveis por lixo hospitalar. "Os raio-x que vão para casa geralmente vão parar em lixões, pois poucas pessoas sabem é que delas é possível extrair cristais de prata", diz Karen. Esse material, reaproveitado, pode se transformar em cristais que por sua vez se transformam em talheres e jóias.





RETIRADO DO
UNISANTA
ONLINE
Camila Gaspar